Secretaria transfere local de atendimento odontológico

Novo espaço foi inaugurado esta semana. Mudança garante melhor acessibilidade

Por orientação do Governo Estadual, a Secretaria da Saúde, Habitação e Assistência Social fez a transferência dos dois consultórios odontológicos para o prédio localizado na praça Júlio Redecker.  
Conforme a secretária Heidi Grunewald, o atendimento era prestado na Clínica, onde também funcionam as oficinas do Centro de Referência de Assistência Social (Cras). “Para evitar a perda de recursos e prejudicar o desenvolvimento de vários programas, entre eles o de Saúde Mental, optamos por realocar os dentistas”, explica.
O prédio de dois antares, além de abrigar os profissionais de odontologia, será utilizado pela Equipe de Vigilância Sanitária e Agentes Comunitárias de Saúde. Para Heidi a mudança é positiva. “Está bem localizado e de fácil acesso para todos”, afirma.
Com um recurso de R$ 114 mil, liberado pelo deputado federal Vilson Covatti (PP) foi possível comprar um gabinete dentário novo, reformar o antigo, adquirir móveis e um carro para a secretaria.
Por dia são prestados mais de 20 atendimentos pelos dois dentistas.


Sem escadas


Acompanharam a inauguração do novo espaço o prefeito Paulo José Grunewald, secretários municipais e vereadores. Segundo Grunewald, um dos objetivos do governo é proporcionar mais qualidade de vida às pessoas. “Agora teremos um prédio com acessibilidade, sem escadas. Muitos idosos tinham dificuldade em ser atendidos na antiga sala”, explica.
Destaca a implantação de novos projetos na área da saúde, na qual são investidos em torno de 17% do orçamento. Entre eles ressalta a contratação de agentes de saúde, psicólogo, psiquiatra, formação de uma equipe de saúde mental, oficinas para idosas, famílias em vulnerabilidade social e deficientes. “Assumimos o compromisso de cuidar das pessoas”, resume.
“Estava bom e ficou melhor”
A dona de casa Dulce Hamester, 56, de São Vitor, elogiou o novo espaço e o atendimento. “Morei em outra cidade e levava até quatro meses para conseguir uma vaga. Estava bom e ficou melhor”, opina.
O casal Claudio, 65, e Célia Kern, 59, destacou a acessibilidade como fator importante. “As escadas dificultavam o atendimento. Foi um bom investimento. Estamos satisfeitos”, resumem.


Fique atento


Diego Kehl
Segunda a sexta-feira – 7h30min às 11h30min


Camila Arossi


Segunda a sexta-feira – 13h às 17h


Observação: ambos atendem com horário marcado previamente


Texto e Fotos Giovane Weber/Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Forquetinha