Programa de silagem beneficia 323 produtores

Máquinas trabalharam 1.249 horas entre dezembro e junho. Investimento chegou a R$ 98,5 mil

Luiz Welter, 68, do centro, foi um dos 323 produtores beneficiados pelo Programa de Confecção de Silagem e Fechamento de Silos, desenvolvido pela Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente.
Neste ciclo ele confeccionou mais de 35 toneladas. O alimento é destinado a alimentação do gado leiteiro. A produção mensal alcança 1,2 mil litros. “É um excelente auxílio. Paguei apenas R$ 79,88 por hora. Ao contratar um particular, desembolsaria R$ 150”, compara.
Segundo Welter, é necessário incentivar quem produz e gera mais de 74% da arrecadação. “Sem estes 40 programas entre os quais somos beneficiados, dificilmente algum jovem teria interesse em permanecer no campo”, opina.
Reclama do baixo preço do leite. No último mês recebeu R$ 0,95 por litro. “A alta dos combustíveis e importações colaboram para reduzir os lucros”, finaliza.


Organização e agilidade


Mércio Ludwig, responsável pela execução do programa, destaca o empenho e a agilidade de toda equipe. Segundo ele, o diferencial esteve na organização e no conhecimento de quem operou o maquinário. “Nossos funcionários são qualificados e isso colaborou para conseguirmos fazer um bom trabalho, sem transtornos e com muito cuidado para evitar acidentes”, explica.
Neste ciclo foram utilizados os três tratores da secretaria e mais um terceirizado para atender a demanda dentro do prazo ideal de colheita do milho. “Uma nova ensiladeira foi adquirida e facilitou o serviço”, adianta.


Para saber


Pelo programa, até 15 horas trabalhadas o valor cobrado por hora é de R$ 79,88. Após este período o preço sobe para R$ 125,35. A economia chega a 46,77%, comparado com o valor cobrado pelo serviço contratado de forma particular.
Além da confecção, a secretaria auxiliou no fechamento dos silos. Cada produtor tem direito a duas horas de serviço de máquinas de forma gratuita ao ano. Neste ciclo as máquinas totalizaram 1.249 horas trabalhadas. O investimento chegou a R$ 98,5 mil.


Foto e texto Giovane Weber – Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Forquetinha