Saúde aplica vacina contra o vírus da gripe

A aposentada Darcila Blau, 63, todo o ano, vai ao Posto de Saúde para receber a dose da vacina contra o vírus Influenza – o vírus da gripe. Ela faz parte do grupo prioritário – que engloba idosos, grávidas, crianças de seis meses a cinco anos e pacientes com doenças crônicas que apresentem prescrição médica. “Desde que faço nunca contraí a gripe. Não podemos descuidar. É melhor prevenir do que depois precisar buscar ajuda médica ou mesmo correr risco de morte”, comenta.

A 20ª Campanha Nacional de Vacinação começou no último dia 23 de abril e se estende até o dia 25 de maio. O “Dia D” ocorre em 12 de maio (sábado), data em que a UBS estará aberta para vacinação.

Conforme a enfermeira Cátia Pereira Ribeiro, neste ano a vacina contém os vírus da gripe A (H1N1 e H3N2) e uma cepa da influenza B. Ressalta que, ao receber a vacina, o sistema imunológico produz imunidade em relação aos vírus contidos na mesma.

No entanto, isso não impede a contaminação por outros vírus. “O indivíduo poderá ficar gripado após receber a dose, mas importante dizer que esta gripe não é resultado da vacina”, explica.

As doses são gratuitas e estão disponíveis de segunda a quinta das 7h30min às 11h30min e das 13h às 17h na Unidade de Saúde. Na sexta-feira o horário vai das 7h30min às 11h30min e das 13h às 16h.

Para saber

A influenza (gripe) é uma doença respiratória infecciosa de origem viral e sua transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada, ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, eis que após o contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias as mãos podem levar o agente infecioso direto à boca, olhos e nariz.

 

Quem deve tomar a vacina?

Crianças de 6 meses a 5 anos

Profissionais de Saúde

Gestantes

Puérperas

Idosos a partir de 60 anos

Professores

Portadores de doenças crônicas

Foto e Texto - Giovane Weber